A Filha do Louco

A capa do livro está muito bonita

Ficha técnica:

Título: A filha do louco (The madman's daughter)
Subtítulo: Nos lugares mais obscuros, até mesmo o amor pode ser mortal
Autor(a): Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Edição: 1ª Impressão
Gênero: Suspense/ Romance de Ficção Científica
Ano de publicação: 2014 
Quantidade de páginas: 416
Quantidade de capítulos:  45

Resenha:

    Juliet Moreau é uma criança de 10 anos, que descende de uma família abastarda da sociedade inglesa. Seu pai, o Dr. Moreau, é o cirurgião mais famoso de toda a Inglaterra e por causa disso, vive em meio à festas e as pessoas da alta sociedade.

A lombada também está muito bonita
    Tudo parecia perfeito no casarão da família Moreau até que um escândalo se abate sobre as experiências científicas do médico, que sem deixar nenhuma pista desaparece e é dado como morto. Sua mulher e filha ficam completamente desamparadas pois o governo toma todos os bens da família e os amigos fecham as portas e negam-se a ajudá-las.
    Passam-se seis anos, e agora a adolescente Juliet trabalha como faxineira no King's College, uma universidade de medicina em Londres, onde antes do escândalo seu pai lecionava. Durante esses anos muita coisa aconteceu com a jovem e sua mãe, que agora também está morta.
A capa do livro faz referência aos filmes e ao clássico em que foi baseado
     Juliet trabalha como faxineira em meio aos experimentos que são realizados na instituição. Ela ainda mantêm uma amizade com Lucy, uma adolescente que tem a mesma idade da nossa protagonista e pertence a uma das famílias da sociedade inglesa que negaram ajuda à Juliet e sua mãe.
      Após um dia de trabalho, Juliet encontra com Lucy e juntas as garotas vão a uma "festa" em que alguns estudantes de medicina estão participando. A comemoração tem o objetivo de celebrar o fim das provas na instituição.
     Em meio as brincadeiras, Adam um atraente estudante, aposta com Juliet o número de ossos do corpo humano e para provar que está certa, a jovem aceita ir com os estudantes durante à noite escondidos até a faculdade.
    Ao chegarem lá, Juliet percebe que há algo errado e que outras pessoas estão na universidade. Para surpresa de todos, outros alunos estão usando uma das salas de cirurgia para realizar um procedimento conhecido como vivisseção (dissecação de criaturas vivas). Juliet conhecia esse procedimento dos experimentos realizados por seu pai, no laboratório que ele mantinha na antiga casa em que moravam.

Trecho do livro que gostei
      Nesse momento a certeza vira dúvida, pois a moça reconhece a assinatura do seu pai em um desenho usado como modelo pelos estudantes da faculdade. Perplexa com tudo aquilo, a jovem descobre que o documento foi adquirido recentemente com um médico em um hotel de Londres. 

   Em busca de respostas, Juliet vai até o hotel em que o médico está hospedado e descobre que seu amigo da infância e antigo criado da família, Montgomery está hospedado lá. Para surpresa da jovem, ele confirma que o pai dela esta vivo, exilado em uma ilha tropical no meio do Oceano Pacífico e provavelmente continua a realizar suas misteriosas experiências.
   Sem pensar duas vezes e devido as novas circunstâncias que ameaçam a vida da jovem, Juliet embarca com Montgomery para encontrar seu pai e tentar entender os motivos que o levaram à abandoná-la com sua mãe em Londres.
   A diagramação do livro apresenta detalhes que remetem ao período clássico, em que a história se passa. Além disso, o livro inteiro apresenta um novo formato devido as mudanças que aconteceram nas publicações do Grupo Editoral Novo Conceito. 

Pena que na foto não dá pra ver direito os detalhes da diagramação
Detalhe da numeração do livro
  A autora Megan Shepherd é fomada em Relações Internacionais e trabalhou em diversos países. Ela escreveu esse livro baseado no clássico A Ilha do Dr. Moreau, de H. G. Wells, e tem como objetivo mostrar a visão da filha do médico sobre os experimentos do pai. A Ilha do Dr. Moreau foi adaptado para os cinemas em 1977 quando foi estrelado por Burt Lancaster. O filme foi regravado em 1996 e teve como ator principal Marlon Brando. 

Foto da autora no final do livro
    Na minha opinião o livro é muito bom, com cenas incríveis de suspense. Porém, o final me deixou bastante curiosa para saber o que de fato aconteceu. Acho que cabeira um epílogo na  história para sabermos o destino dos personagens. Abaixo eu deixo a adaptação cinematográfica de A Ilha do Dr. Moreau, para vocês assistirem:



    É isso pessoal. Obrigada por acompanharem meu trabalho. Bjoxxx e até a próxima. 



Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário