[Resenha] Labirinto


      Misturando o passado ao presente, “Labirinto”, nos apresenta um cenário francês totalmente novo. Longe da fabulosa Paris conhecemos Carcassoma, cidade que serviu de placo para a história de Aläis, Sajhë, Pelletier, Guilherm Du Mas no passado e para alguns personagens no presente também.


      Sempre gostei de estudar História no colégio e na faculdade, por isso adoro livros que misturem o tempo passado e o presente, principalmente quando tudo é construído em um roteiro que desperta a curiosidade do leitor. Acredito que não seja fácil para um escritor criar uma história que convença  leitor, mas esse cuidado precisa ser ainda mais redobrado quando o enredo da história usa trechos tão importantes da história mundial.
      Em “Labirinto”, Kate Mosse apresenta um dos períodos mais sombrios da história, o tempo das Cruzadas e da perseguição religiosa da Igreja Católica, sob a perspectiva das pessoas que foram consideradas impuras naquela época. Esse novo lado da história mostra que nem sempre o lado que detém o poder é o que esta certo. A riqueza dos detalhes com que as cenas da fogueira da Inquisição, queima/mata as pessoas consideradas hereges são descritas deixam até os católicos mais fervorosos se sentindo culpados pelas atrocidades cometidas.


      Ao mesmo tempo em que acompanhamos os acontecimentos da Era Medieval, conhecemos Alice Tanner que trabalha como voluntária em uma escavação. Despertada pela curiosidade, a jovem percebe a existência de um objeto brilhante debaixo de uma grande pedra no Alto do Pic de Soularac, Sudoeste da França, local da escavação. Sem saber ao certo o que esse objeto significa e a importância que o local da escavação tem para a história da sua família, Alice descobre uma caverna secreta que mudará para sempre seu destino.

      “Labirinto” é o primeiro livro da Kate Mosse que leio e super recomendo aos amantes da História, da França e principalmente da literatura. A experiência de ler esse livro é muito legal e bastante empolgante, principalmente nas últimas páginas da publicação. Além de tratar dos momentos históricos, esse livro envolve o leitor, deixando-o fascinado pelo ambiente em que a história acontece. Se você chegou até aqui lendo essa resenha, eu lhe dou um conselho: Se você leitor, tiver a possibilidade de ler “Labirinto” não a deixe passar.

      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não esqueçam de seguir o blog nas redes sociais. Me digam ai o que você acharam do novo layout. Bjoxxx e até a próxima =)

Share this:

JOIN CONVERSATION

5 comentários :

  1. Eu ainda não conhecia esse livro mas preciso dizer que estou apaixonada pelo seu marcador de livro!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariana, se você quiser, posso enviar para você. Para isso, basta curtir a fanpage do blog e assim enviar por inbox seu endereço. Obrigada pela visita

      Excluir
  2. Tenho um certo receio em ler livros que misturam o passado e o presente. Embora já tenha lido um que me agradou bastante sempre fico com o pé atrás.
    O livro tem uma proposta muito boa e me parece ser bem escrito, ou seja, deve valer a pena ler ele.
    Gostei da resenha, beijos.
    recolhendopalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Dany a proposta do livro é boa e o desenvolvimento da história vai lhe conquistando aos poucos, o que para mim funciona muito bem, Obrigada pela visita! Bjoxxx

      Excluir
  3. Adorei a resenha, Thati!! Labirinto foi um livro marcante para mim!! Parabéns pelo trabalho! Beijos!! Leila

    ResponderExcluir