[Resenha] Ligeiramente Escandalosos


Título original: Slighty Scandolous           
Autora: Mary Balogh
Editora: Arqueiro

      No terceiro livro da série “Os Bedwyns”, conhecemos um pouco mais da história e principalmente da personalidade de Freyja. Passando a maior parte de sua infância com meninos, a jovem desenvolveu um gênio bastante forte e aprendeu a impor sua opinião, além é claro de passar a apresentar uma postura um pouco masculina para as damas da época. Entre todas as atitudes que ela tem, a mais forte é o fato de prezar por sua liberdade, por isso o amor praticamente não esteve presente em seus planos.


      Há cerca de quatro anos, Freyja se apaixonou pelo segundo filho do seu vizinho, e isso não seria um grande problema, por apenas um motivo: ela havia sido prometida em casamento desde criança ao irmão mais velho do rapaz. Após uma briga em família e a dor da desilusão amorosa, a moça resolveu trancar seu coração para sempre, dentro do peito e prometeu a si mesma que jamais voltaria a amar de novo.


       Nossa história começa no momento em que Lady Bedwyn está viajando para a cidade de Bath, no interior da Inglaterra, área conhecida por suas águas medicinais. A verdade é que o local não era um dos melhores para se animar, porém o fato de está bem longe de casa quando o primeiro filho de Kit (sua antiga paixão)nascesse, foi o que levou Freyja a realizar a viagem. Após dá ordens expressas que desejava ficar só em seu quarto, a moça se depara com uma cena bastante inesperada: um homem desconhecido invade seu aposento em busca de abrigo. Surpresa com a ousadia do mesmo, Free se sente ultrajada por ele não a ter reconhecido como a irmã de um Duque. O rapaz foge e a moça acredita que nunca mais o verá na vida.


      Os dias passam e ao chegar a Bath, a moça fica sabendo que o Marquês Hallmare também está na cidade e para surpresa da Lady, ele é o mesmo homem que havia invadido seu quarto. Entre trocas de acusações e problemas a serem resolvidos, Freyja e Joshua Moore selam um acordo completamente absurdo: irão fingir que estão noivos para todos da sociedade, inclusive suas famílias. A princípio o plano duraria apenas uma noite, tempo suficiente para enganar a tia do Marquês que desejava forçar um casamento entre ele e a prima. Mas, após não ter conseguido o que queria a velha senhora enviou uma carta ao Duque de Bewcastle, irmão de Free, informando sobre a decisão do jovem casal.  Com a chegada de Wulfric, as coisas mudam e o que era apenas uma brincadeira inocente, se transformou na maior aventura da vida deles.


      Apesar de ter características de personalidade muito próximos da protagonista, não gostei muito do enredo do terceiro livro da série. Nas primeiras 100 páginas acontecem todos os fatos importantes para a construção da narrativa e desenvolvimento dos personagens. As coisas só melhoram já no final do livro, quando o maior segredo da vida do Marquês é esclarecido. Devo admitir que criei altas expectativas para este livro, principalmente depois de ter lido a história de Rannulf e Judith em um dia, mas não foi o que aconteceu com este. A demora na tomada de uma decisão que para mim já parecia óbvia, por parte de personagens de características e traços tão fortes de personalidade, me incomodou um pouco.
      Nas outras páginas do livro, vemos apenas a concretização daquilo que era claro desde o primeiro encontro formal dos protagonistas. Muitos segredos foram revelados sobre o Marquês e feridas emocionais por parte de Freyja foram resolvidas, porém em minha opinião o livro não precisava ter se estendido tanto. Comparado aos livros anteriores dos Bedwyns, esse foi o que menos me empolgou por vários motivos, entre eles o fato dos personagens não serem nem um pouco pragmáticos para resolverem questões óbvias.



      A autora conseguiu criar uma personagem feminina bastante forte e com características físicas e emocionais que fogem bastante das convenções das moças da época, mas esse diferencial na protagonista começa a ficar escondido à medida que o enredo da história avança. Não digo que Freyja ficasse independente e solteira, mas que pelo menos a dúvida sobre os sentimentos dela, de Joshua e o relacionamento dos dois não tivesse quase que anulado completamente as características marcantes da personalidade da jovem.

      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 


Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário