[Resenha] Azar no jogo, Sorte no amor?






Título original: FMF em quadrinhos 2: Azar no jogo, sorte no amor?
Autora: Paula Pimenta
Editora: Nemo


      No segundo livro de “Fazendo meu filme em quadrinho” temos nossos personagens favoritos divididos pela paixão ao futebol. A disputa já começa logo na segunda-feira, depois de um clássico entre Atlético Mineiro e Cruzeiro, quando os garotos da sala estão discutindo sobre uma briga que rolou na arquibancada no último jogo.


      Quando a Fani chega a sala de aula, percebe que os amigos estão com os nervos bastante exaltados. Mas, apesar disso, tudo se acalma e em pouco tempo  a aula começa. Sem entender nada do que tinha acontecido, a garota vai conversar com Leo no final da aula e eles terminam combinando uma sessão de cinema na casa dela.


      Porém, quando Marquinho o crush do momento da Fani  e professor da escola aparece, ela esquece o mundo, inclusive do Leo, que fica falando sozinho enquanto a garota sonha acordada. Já em casa, a menina fica vigiando a porta a espera do pai, tudo pra pedir que ele a leve no próximo jogo, mas ao contrário do que todo mundo imagina, ela não tem interesse nenhum na partida.


      Chega domingo e para não se sentir sozinha em sua aventura, a Fani convida a Gabi para ir com ela. Ao chegarem ao Mineirão, as garotas percebem que vai ser quase impossível encontrar o Marquinho no meio de toda aquela multidão. Porém, o que ninguém esperava era a confusão real em que todo mundo ia se meter.


      A HQ apresenta um projeto gráfico muito bem desenvolvido. Os traços dos ilustradores  da Nemo representam bem a população brasileira, porém assim como nos livros da série e no primeiro volume da coleção de quadrinhos, eu sentir falta de um personagem negro. A história desse volume também relata um fato que foi apenas citado em FMF 1: quando Alan chega a escola com os óculos quebrados após uma briga de torcidas.

      Aqui também ganharam “vida” três personagens importantes da vida da Fani: Alberto, Marquinho e o pai dela. Vale ressaltar que o trabalho de arte desenvolvido bate exatamente com as descrições físicas dos personagens nos livros.


      Agora é esperar pelo volume três da série, que será lançado este ano da Bienal do Livro da São Paulo e já teve a capa e o título divulgados: “Fazendo meu filme em quadrinhos 3:  Não dou, não empresto, não vendo” O que será que Fani e seus amigos estão aprontando desta vez?

       Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário