[Resenha] Segredos de uma noite de verão


Título original: Secrets of a Summer Night
Autora: Lisa Kleypas
Editora: Arqueiro

       Annabelle Peyton sempre chamou atenção dos homens por suas belas curvas. Porém, após a morte do pai quando ela ainda não tinha debutado na alta sociedade britânica, a família que dependia exclusivamente dele para se sustentar, passou a enfrentar sérias dificuldades financeiras. Todo mundo sabe que para ter o mínimo de chances de realizar um bom casamento, as jovens senhoritas precisam ter uma reputação impecável e um bom dote para oferecer ao pretendente.


       Nossa história começa dois anos antes, em 1841, quando nossa jovem heroína esta na porta do teatro, acompanhada por Jeremy, seu irmão caçula. Enquanto eles contam cada centavo para saber se tem dinheiro suficiente para as duas entradas do espetáculo, surge Simom Hunt, filho de um açougueiro que fez fortuna ao investir nas fundições para fabricação de peças de vagões de trem. Não que o rapaz fosse mal apessoado ou coisa do tipo, mas o fato de pertencer a burguesia não era bem visto aos olhos da alta sociedade. Para Annabelle apenas o casamento com um nobre poderia recoloca-la em um lugar nas altas rodas sociais e principalmente garantir o futuro da sua família, assim ela faz questão de ignorar o Sr. Hunt de todas as maneiras. Porém, está noite será praticamente impossível já que ele dá o dinheiro necessário para completar as entradas, assiste ao espetáculo bem próximo à moça e acaba roubando- lhe um beijo.

       Agora, já em 1843, Annabelle está  com quase 25 anos e é considerada uma solteirona pela sociedade londrina. As únicas ofertas que ela recebe agora são feitas por velhos asquerosos que só a desejam como amante. Indignada com tais propostas, a moça termina ficando isolada durante os bailes, sempre à espera de algum filho de nobre em idade aceitável para o casamento a tire para uma dança e assim apaixone-se perdidamente por ela. Mas, quem sempre aparece para convidá-la é Simon e como ela não quer nem ouvir falar do rapaz, passa as noites de baile sentada nas cadeiras localizadas às margens da pista de dança.


       Nessa hora, Annabelle percebe uma coincidência que é o fato de outras três moças solteiras sempre estarem sentadas ao lado dela. As irmãs Lilian e Daisy Bowman e a jovem Evangeline Jenner não são feias e muito menos pobres, mas o fato de pertencerem à burguesia e de ter problemas na fala, respectivamente, não deixa nenhum rapaz atraído por elas. As quatro moças começam uma conversa totalmente despretensiosa apenas para passar o tempo e esquecer que foram mais uma vez desprezadas, tomando chá de cadeira. Mas, é nesse momento que surge a brilhante ideia de casar Annabelle com o último nobre disponível no mercador casamenteiro, o Lorde Kendall.

       Assim, as quatro amigas elaboram um plano para a semana seguinte, na qual estarão reunidas com toda sociedade em Hampshire. De acordo com os planos traçados por Lilian Bowman, elas armarão um encontro para que Annabelle seja surpreendida com o Lorde em uma cena bem constrangedora e que o obrigaria a se casar com a jovem. Mas, tudo dá errado e a moça realmente é pega em uma cena constrangedora, porém não do jeito que ela esperava.


      Em meio a sua busca por um casamento, a jovem precisa lidar com um drama familiar. Com poucos recursos para sustentar a família a mãe de Annabelle acaba por aceitar a oferta de um “amigo” do seu falecido marido, que em troca da ajuda financeira que ele oferece aos Peytons, exige certos favores nada honrados para a mãe da jovem. Porém, por causa da solteirice da moça muitas pessoas acreditam que as visitas do velho asqueroso são para Annabelle, o que causa ainda mais boatos negativos e principalmente afasta os poucos pretendentes solteiros que existe na sociedade.


      “Segredos de uma noite de verão” é o primeiro livro da série “As quatro estações do amor” da Lisa Kleypas. Eu gostei bastante da protagonista, especialmente pelo fato dela se mostrar uma garota de espírito forte, daquelas que quase nunca se deixa abater pelos problemas e adversidades que a vida apresenta. Mais uma vez somos inseridos na Londres Vitoriana e todo seu glamour. Neste livro é interessante observar o quanto a autora trabalhou as relações sociais e financeiras que levavam os casamentos arranjados da alta sociedade a se concretizarem. Antigamente, antes de qualquer relação afetiva, o prestígio social que as famílias possuíam, para só depois avaliarem se qualquer sentimento poderia ser envolvido.

      Como é característica das histórias da Lisa, aqui encontramos a presença forte das verdadeiras amizades. As quatro amigas, tornam-se verdadeiras irmãs de coração e juntas passam dos piores aos melhores momentos sempre procurando levantar a moral e a estima entre elas. Quem poderia imaginar que quatro jovens tão diferentes se tornariam as confidentes mais fiéis uma das outras.


       A única ressalva a ser feita é que esta série foi escrita antes dos Hathaways e por isso, alguns personagens que aparecem em “As quatro estações do amor” também estão presentes na série de romances de época mais famosa da autora. O fato dos livros de Annabelle e suas amigas serem publicados agora, em nada impede a leitura independente das duas séries. E para ser bem sincera, estou gostando bem mais de “As quatro estações do amor” do que das histórias da família Hathaway.  

Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário