[Resenha] Em algum lugar nas estrelas


 Título original: Navigating Early
Autora: Clare Vanderpool
Editora: Darkside

Sinopse:

                Em Algum Lugar nas Estrelas, da autora norte-americana Clare Vanderpool, é um romance intenso sobre a difícil arte de crescer em um mundo que nem sempre parece satisfeito com a nossa presença. Pelo menos é desse jeito que as coisas têm acontecido para Jack Baker. A Segunda Guerra Mundial estava no fim, mas ele não tinha motivos para comemorar. Sua mãe morreu e seu pai... bem, seu pai nunca demonstrou se preocupar muito com o filho. Jack é então levado para um internato no Maine (o mesmo estado onde vivem Stephen King e boa parte de seus personagens). O colégio militar, o oceano que ele nunca tinha visto, a indiferença dos outros alunos: tudo aquilo faz Jack se sentir pequeno. Até ele conhecer o enigmático Early Auden. 


      Early, um nome que poderia ser traduzido como precoce, é uma descrição muito adequada para um prodígio como ele, que decifra casas decimais do número Pi como se lesse uma odisseia. Mas, por trás de sua genialidade, há uma enorme dificuldade de se relacionar com o mundo e de lidar com seus sentimentos e com as pessoas ao seu redor. Quando chegam as festas de fim de ano, a escola fica vazia. Todos os alunos voltam para casa, para celebrar com suas famílias. Todos, menos Jack e Early. Os dois aproveitam a solidão involuntária e partem em uma jornada ao encontro do lendário Urso Apalache. Nessa grande aventura, vão encontrar piratas, seres fantásticos e até, quem sabe, uma maneira de trazer os mortos de volta – ainda que talvez do que Jack mais precise seja aprender a deixá-los em paz.

Resenha:


                Acima de qualquer aventura que Jackie e Early tenham vivido é impressionante a delicadeza com que Clare Vanderpool aborda o tema das crianças com habilidades especiais. Para mim, o Early possui autismo, mas como a própria autora contou no final do livro, esse diferencial do garoto não pode ser resumido a apenas um tópico. Mais do que falar sobre as dificuldades e explorar uma imagem de um menino incapaz, dependente de todos (como a maioria de nós cria) Clare surpreende o leitor com as habilidades que deu a Early.

                Jackie o garoto que é considerado “normal” por todos é muito mais dependente e covarde, já que ele usa seus problemas de relacionamento com o pai para agir como um perfeito idiota com Early. Essa atitude fica bem clara em vários trechos do livro, principalmente do fato dele tentar achar desculpas para as próprias limitações disfarçadas de cuidados com Early.


                O que é mais revoltante, o melhor nos leva a questionar, é a maneira como o Early é negligenciado pela escola e por seus responsáveis. O garoto é totalmente esquecido por sua família, é invisível aos olhos dos professores, alunos e diretores da escola, um grande contraste se comparado ao irmão o grande ídolo do remo (principal atividade esportiva da escola) e herói de guerra.

                A aventura que Early esta disposto a fazer para reencontrar o irmão e que também serve de start para Jackie se redescobrir, se confunde, ou melhor, é guiada pela história do número Pi. Quer dizer, a mente brilhante de Early apresentou para nós e para o Jackie uma história que nos aproxima e torna mais real esse complexo número da matemática.


                O que falar sobre essa edição maravilhosa que a DarkSide preparou do livro? O encanto já começa logo da capa, que possui aplicações de verniz localizado, tons de azul que fazem referência ao céu e ao mar e a ilustração dos garotos em um barco a remo. Como se não bastasse ser hard cover, o livro apresenta uma folha de guarda maravilhosa com os símbolos do zodíaco em azul e uma constelação de estrelas a cada início de capítulo.



                “Em algum lugar nas estrelas” foi meu primeiro contato com a Clare Vanderpool, que com seu jeito reflexivo e questionar de escrever me encantou bastante. A delicadeza a história foi construída revela a dedicação e preparação que a autora teve para construir e nos transportar para o universo de Jackie e principalmente de Early.

      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário