[Resenha] A mediadora – Livros 3,4 e 5


Autora: Meg Cabot
Editora: Galera Record

Podemos dizer que Meg Cabot é com certeza uma referência para os adolescentes. Sempre se reinventando e trazendo novas e maravilhosas estórias, a autora consegue encantar leitores de todas as idades com personagens tão  humanos e verdadeiros que cria. Assim, e para dá continuidade com algumas das resenhas que ainda teremos por aqui da autora, aí vão mais três livros de uma das suas séries mais famosas: A mediadora.

O Arcano Nove
Título original: Ninth Key

Já adaptada a viver na Califórnia, Suzannah não para de aproveitar a vida. São festas, novos amigos e quem sabe até um namorado, o mais popular rico e bonito garoto da região Tad Beaumont. Ele é sem sombra de dúvidas bastante atraente e principalmente de carne e osso, o que infelizmente Jesse não é.

Apaixonada pelo fantasma, a garota tenta compensar a impossibilidade de ter Jesse aceitando o convite de Tad para seu primeiro encontro a dois e com isso descobrir as influências no resto de sua vida amorosa. Além disso, ela tem certeza de que seu fantasma favorito não está nem um pouco interessado nela, nem muito menos no que Suze sente por ele.

                Mas, como para uma mediadora as coisas quase nunca são fáceis, Suzannah passa a receber a visita de uma mulher morta durante a madrugada. O problema é que ela pode está diretamente ligada a um segredo da vida de Tad e com isso sua aventura amorosa pode se transformar em um terrível pesadelo. 

Reunião
Título original: Reunion

                Depois do que pareceu uma verdadeira eternidade, finalmente Suze e Gina, sua melhor amiga que continua morando em Nova York, estão novamente reunidas, e por isso tudo que elas querem é aproveitar seu tempo juntas. Mas, o “problema” é que Suze pode vê e falar com os mortos e por isso sua missão é ajudá-los a resolver seus assuntos inacabados.

                Assim, não havia pior momento para ela ter de enfrentar uma das piores missões de sua vida: ajudar os “Anjos da RLS” a encontrarem seu caminho. OS quatro adolescentes que morreram em um acidente de carro, na volta de uma festa de formatura não poderiam ser chamados por um nome menos apropriado e tudo que eles mais querem é vingança. Por isso, vários acontecimentos estranhos e assustadores acontecem com Michael Meducci, o nerd da escola da Suze.

                Para proteger o rapaz, a família, Gina e a própria pele, a mediadora deverá fingir que está extremamente apaixonada por Michael, uma carinha que com certeza não chega nem aos pés de Jesse.

A Hora Mais Sombria
Título original: The darket hour.


                Ah, o verão! E nada melhor do que aproveitar as praias da Califórnia. Mas, na nova família de Suzannah as coisas são bem diferentes e ela só tem duas escolhas: estudar ou trabalhar. E para garantir o tão sonhado par de sapatos Manolo Blanik, ela vai trabalhar como babá no Peeble Beach Hotel and Golf Resort.

                Lá, como era de se esperar, Suze terá que enfrentar grandes desafios, só que desta vez com pessoas de carne e osso. Já que ela conhece e se empenha para treinar Jack, o pequeno garoto de 8 anos que também é mediador, mas é tratado como louco pela família.

                Porém, isso não é nada quando ela chega em casa e descobre que durante a escavação que seu padrasto está fazendo para a piscina, o corpo de Jesse (o fantasma gato que mora no seu quanto e pelo qual ela está total e perdidamente apaixonada) é encontrado. E como se o risco dele seguir em frente não fosse suficiente para assombrar a garota, Maria de Silva, a noiva de Jesse e possível mandante da sua morte, surge para um nada agradável passeio e começa a ameaçar a mediadora.

                É aqui que Suzannah precisará enfrentar pela primeira vez na vida seus maiores medos e principalmente os piores inimigos.

              Adorei poder voltar ao universo da Suzannah e Jesse. Tudo isso para finalmente vê o desfecho tão esperado e aguardado a muito tempo. Em breve, saí aqui no blog as resenhas do outros livros: Assombrado e Crepúsculo. Tudo para sabermos o que aconteceu com os protagonistas no sétimo livro da série.

                Conheci a Meg ainda na infância com os filmes do “Diário da Princesa”, desde então a paixão pelos livros da autora só aumentou e continua crescendo a cada novo livro. Quando ela veio à Recife e pude chegar bem pertinho dela tive a certeza de que foi uma das melhores experiências literárias da minha vida. 


      Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 




Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário