[Ressenha] Bidu - Caminhos


Título original: Bidu – Caminhos
Autores: Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho
Editora: Panini Comics

                A gente sempre soube que o Bidu era um cãozinho especial, principalmente por ele ter sido o primeiro personagem criado pelo Maurício em 1959. Acompanhado do seu dono Franjinha, o cachorrinho ganhou fãs por todo país e acredito que ele só foi superado pelo coelho Sansão. Mas, voltando ao assunto principal, esses inseparáveis amigos já aparecem na tirinha da idade que a gente conhece, mas como será que eles se conheceram?


                Em Bidu Caminho conhecemos o menino cientista da Rua do Limoeiro com um único desejo: ter um cãozinho. Mas, o Franjinha não quer comprar o que ele deseja de verdade é adotar um bichinho especial que será seu grande companheiro. Por mais que seus pais lhe ofereçam outras opções ou mandem ele fazer outras coisas, o menino não consegue tirar essa ideia da cabeça.

               
                Não muito longe dali, um cachorrinho azul vaga pelas ruas da cidade em busca de comida e carinho. Mais, ele só encontra perigos às sua volta, especialmente a temida carrochinha que recolhe os animais abandonados. Bidu mora em um terreno abandonado e de vez em quando precisa se livrar de outros cães, que as vezes não são nada amigáveis. É em uma dessas horas que ele vai parar em um canil que recolhe os animais para serem tratados e encaminhados para adoção.


                No canil Bidu faz novos amigos e juntos eles fogem do lugar indo parar nas ruas novamente. Porém, durante a aventura um “cãopanheiro” termina por ficar preso nos bueiros e quando uma forte tempestade começa a cair o remorso acomete o pobre cãozinho azul, que volta ao bueiro para tentar salvar seu amigo.



                Bidu caminhos ensina as crianças e relembra aos adultos a importância das verdadeiras amizades. Também aborda sobre a adoção de animais, o que é bem mais legal do que comprar um pet. A sensibilidade dos traços dos ilustradores Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho nos envolvem na história a ponto de nos sentirmos encharcados com o dilúvio enfrentado pelo Bidu. Outro ponto de destaque são os diálogos entre os animais da HQ que mesmo sem palavras escritas foram bastante expressivos. 


       Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário