[Resenha] Temporada de Acidentes


Título original: The accident season
Autora: Möira Fowley-Doyle
Editora: Intrínseca

                Todos os anos é assim: durante o mês de outubro qualquer tipo de fatalidade pode acontecer com a família de Cara. É a época da temporada de acidentes e por mais plástico bolha e ataduras envolvam os móveis e seus donos, eles sempre acabam o dia com mais arranhões que o normal e chegam ao dia 31 de outubro com mais ossos quebrados do quê qualquer família possa aguentar.

                Cara mora com a mãe, a irmã mais velha Alice e o “irmão-postiço” Sam (que tem a mesma idade que ela, 17 anos). Juntos, o quarteto divide um passado não muito feliz, mas que não é razão para causar uma tristeza profunda na família. Só que, mesmo unidos em busca de dias melhores, cada um deles esconde segredos que podem determinar o destino de todos. Além deles, Bea (a melhor amiga de Cara) também esconde mistérios que se revelados afetaram a vida de seus amigos.


                A história começa com Cara se questionando sobre porquê Elsie, uma colega da escola, sempre aparece em todas as suas fotos: eventos escolares, reuniões ou viagens de família, não importa o lugar nem a ora em que as fotos são batidas, a menina de cabelos castanhos sempre esta presente.

                Mas, como estamos no meio da temporada mais sombria do ano, tudo o que realmente importa é evitar os acidentes. Assim, apesar do calor os membros da família usam mais peças que o normal. Tentando parecer normal ao chegarem à escola, eles evitam chamar a atenção por causa das recomendações da mãe e principalmente fogem das aulas de química e educação física.

                Gostei bastante do livro, fazia um bom tempo que eu queria ler e devorei-o em apenas um dia. A história é bem viajada no início e como sou medrosa para certos tipos de história fiquei desconfiada sobre quem ou o quê Elsie era de verdade.


                Logo no início do livro a gente percebe que rola um clima entre Sam e Cara, algo que existe mas que ela não quer admitir para si. Mesmo que eles tenham sido criados como irmãos, se eu não estiver enganada os dois se conheceram aos 8 anos, a convivência muito próxima e a constante negação de Cara sobre o fato de Sam chamada de “soeur” (irmã em francês) afasta qualquer ideia de que os dois jovens possuam algum grau de parentesco. Pode até parecer estranho que dois “irmãos de criação” (já que os pais são completamente diferentes), mas são coisas que não podemos prevê.

                Melanie, a mãe de Cara e Alice, é uma verdadeira leoa quando o assunto é proteger todos os “filhos” (inclusive o Sam). Além dos pequenos acidentes que acontecem durante o mês de outubro, outros traumas deixaram marcas psicológicas bem mais tensas na vida dela, porém a mesma não entregou os pontos e seguiu defendendo a família (ou o que restou dela) com unhas e dentes. A verdade é que Melanie fez o que todas as mães tem de fazer, mas isso não significa que tenham a coragem de tomar a mesma atitude que ela.

                Algumas vezes eu sentia que os personagens tinham 14 ou 15 anos, e em alguns momentos da leitura precisava ficar lembrando que o mais novo deles tinha 17. Como a história acontece na Irlanda, a partir dos 16 anos os adolescentes já são considerados livres para consumir bebidas alcoólicas, então quando para algumas pessoas, pode parecer estranho os protagonistas ingerirem livremente vinho, cerveja, uísque e outros tipos de bebidas em casa e com a própria  Melanie (que inclusive aparece oferecendo cerveja em um dos capítulos).


                E por falar em bebidas, que festa “mucho loka” é essa do livro?! Fiquei de ressaca no outro dia e olhe que nem de álcool eu gosto. Por sinal, o livro começa descrevendo uma cena bem diferente e eu achei que os personagens estavam em um ritual de alguma seita misteriosa.


                Enfim, gostei bastante do livro e super recomendo para leitura, principalmente em dupla ou grupo para assim ter outras pessoas com quem comentar e dividir as aventuras de Cara, Sam, Alice e Bea. 

        Obrigada por acompanharem meu trabalho. Não se esqueçam de seguir as redes sociais do blog e o canal do Youtube (Clique aqui para se inscrever). Bjoxxx e até a próxima =) 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 comentários :

Postar um comentário